quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Bem-Vinda, Chuva

Bem-Vinda, Chuva...

Eles não saem porque está a chover
Preferem estar em casa no sossego
Eu?! Porque não vieste mais cedo
Quando Portugal estava a arder?

Não importa.  Agora chora, não sejas tímida
Porque quando chove, a terra geme
Por essa água que escorre pela minha pele
Cheia de graça, cheia de vida

Quem me dera que chovesse todo o ano
E os céus fossem cinzentos como Eu
Porque quando chove, até creio em Deus
E sinto-me um tanto, mais humano

Quando me encontro contigo na rua
E tu acarinhas-me com gotículas mágicas
E Eu vejo no meu rosto as minhas lágrimas
Misturarem-se harmonicamente com as tuas...

Bem-Vinda, Chuva...

Blackiezato Ravespawn